DISTRITOS INDUSTRIAIS

DISTRITOS INDUSTRIAIS

A Codemig e a industrialização 

Um dos importantes fundamentos para o crescimento do Estado está na realização de investimentos que valorizem o setor de infraestrutura. Vários programas e ações empreendidos pela Codemig estão relacionados ao desenvolvimento dessa logística.

A empresa tem muito claro na definição de seus objetivos o compromisso de promover a interiorização do desenvolvimento do Estado, por meio do fomento industrial. Essa iniciativa tem possibilitado a atração de novas empresas para Minas Gerais, com forte impacto na economia do Estado. Os resultados decorrentes dessa política favorecem amplamente a geração de novas oportunidades de emprego e renda e a consequente melhoria da qualidade de vida do povo mineiro.

Todo esse trabalho de coordenação de estudos e execução de projetos e obras voltados à implantação de áreas industriais é realizado por meio de parcerias com prefeituras municipais e entidades privadas. Integram-se a esse esforço de promoção do desenvolvimento industrial do Estado: o Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) e o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), sob a coordenação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico.

O resultado dessa interação é a presença consolidada de mais de 2.500 empreendimentos nos 53 distritos industriais implantados em diferentes regiões de Minas Gerais.

 

A nova força da indústria mineira

A Codemig lançou em 2015, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG), o Programa de Revitalização e Modernização de Distritos Industriais. O plano, inédito e estratégico, visa a alavancar o desenvolvimento industrial em Minas Gerais, tornando o Estado cada vez mais atrativo e dotado de melhores condições de competitividade para a indústria.

Assista ao vídeo explicativo dessa iniciativa que vem valorizar ainda mais a nova força da indústria mineira.

Saiba mais sobre o Programa na seção "Revitalização e Modernização de Distritos Industriais".

MAPA DOS DISTRITOS

Distritos Industriais: venha investir em Minas Gerais

O Estado oferece as melhores oportunidades para fazer o seu negócio prosperar. Os Distritos Industriais estão localizados em importantes regiões de Minas Gerais, onde a atividade econômica apresenta elevados índices de crescimento.

 

Clique nos pinos para acessar informações sobre cada Distrito Industrial.
 

ÁREAS DISPONÍVEIS

Confira nesta seção as áreas disponíveis para comercialização nos Distritos Industriais da Codemig, bem como a tabela de preços vigente e a Norma de Procedimento para comercialização de áreas disponíveis nos Distritos. Clique nos itens abaixo:

- Tabela de preços de áreas disponíveis para comercialização nos Distritos Industriais da Codemig;

- NP 021 - Norma de Procedimento para comercialização de lotes nos Distritos Industriais.

 

Conheça os Distritos Industriais: navegue no Sistema de Gestão Patrimonial

O Sistema de Gestão Patrimonial (SGP) é uma plataforma eletrônica de acesso público que compila as principais informações sobre áreas e empresas instaladas nos Distritos Industriais da Codemig. O SGP apresenta, de forma georreferenciada, a reconstrução lote a lote, quadra a quadra, dos Distritos sobre imagens aéreas de alta definição. Navegue no sistema abaixo - basta clicar no botão "Distritos Industriais" no topo.

 

HISTÓRICO

Distritos Industriais: o desenvolvimento da história

A criação de espaços preparados para receber plantas industriais no Brasil data do início do século XX. Minas Gerais foi pioneira nessa empreitada. Historicamente, desde o final do século XIX, já se pensava no setor industrial como uma das principais formas de desenvolvimento econômico do estado, e também já se falava, em países como a Inglaterra, dos benefícios da implantação de distritos industriais.

Na última década do século XIX, Juiz de Fora, que ficou conhecida como Manchester Mineira, referência à cidade inglesa berço da revolução industrial, contava com mais de 160 indústrias. A nova capital do Estado, Belo Horizonte, também teve um desenvolvimento industrial acelerado, que estimulou, inclusive, o aparecimento de fábricas em algumas cidades próximas, como Santa Luzia e Sete Lagoas, e em outros pontos ao longo do Rio das Velhas e da bacia do Rio São Francisco. Logo após a inauguração da nova capital, pequenas fábricas, serviços e comércios começaram a se instalar, como serrarias, mercearias, carpintarias, fábricas de ladrilhos, marmorarias, tipografias e até mesmo fundições.

Em 20 de março de 1941, apoiado pelo então prefeito de Belo Horizonte, Juscelino Kubitschek, o governador Benedito Valadares assinou o Decreto 770, que criava a Cidade Industrial Juventino Dias na localidade de Ferrugem, a qual, à época, fazia parte do município de Betim. Nascia o primeiro distrito industrial de Minas Gerais. A escolha do local, a nove quilômetros do centro de Belo Horizonte, ocorreu por diversas razões. Entre elas, havia o potencial da capital como mercado consumidor e as facilidades de obtenção de mão de obra e matéria-prima.

Muito embora tenha havido crescimento quantitativo da indústria estadual, o parque mineiro se especializou, assumindo a liderança do setor de bens intermediários e com grande fortalecimento dos segmentos cimenteiro, metalúrgico e siderúrgico, com destaque para a criação das Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S.A. (Usiminas), em 1956.

Nessa época, uma equipe de jovens economistas do recém-fundado Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) encarregou-se de elaborar uma estrutura de apoio à industrialização mineira, baseada na atração do capital estrangeiro, nos moldes do que ocorria em todo o Brasil. Foram criados o Instituto de Desenvolvimento Industrial (INDI) e a Companhia de Distritos Industriais (CDI), que anos mais tarde seria incorporada pela Codemig.

A CDI deu prosseguimento à política do governo do Estado de criar áreas industriais e atrair empresas, investindo em infraestrutura, como também gerando equidade social e espacial. Várias cidades, hoje consideradas de grande importância industrial, como Itajubá, Pouso Alegre, Juiz de Fora, Uberaba, Uberlândia e Governador Valadares, passaram a contar com parques industriais.

Em Minas Gerais, pioneira no Brasil na implantação dos distritos industriais, essa atividade ganhou força nos anos 1970, quando se procurou descentralizar os investimentos empresariais, para desenvolver e fortalecer os municípios do interior do Estado. A atração e a instalação de novas indústrias geraram forte impacto econômico e tiveram reflexos na geração de emprego e renda e, consequentemente, na melhoria da qualidade de vida da população.

Minas Gerais foi privilegiada pela entrada do capital estrangeiro, e os resultados foram expressivos. Entre 1971 e 1977, o Estado ficou com 25% do capital investido no País por grupos estrangeiros e passou a sediar empresas alemãs, italianas, portuguesas, belgas, suecas, inglesas e norte-americanas. No mesmo período, a região metropolitana de Belo Horizonte recebia a Fiat Automóveis S.A., a primeira montadora a ser implantada fora do eixo Rio-São Paulo, a General Motors Terex, montadora de equipamentos de terraplanagem, além de empresas dos setores de metal-mecânica, de material elétrico e de transportes.

O projeto de coordenação de estudos e execução de obras voltadas para a implantação das áreas industriais é liderado pela Codemig, por meio de parcerias com as prefeituras municipais, as entidades privadas, o INDI e o BDMG, sob a coordenação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico. Em janeiro de 2012, a Assembleia Legislativa aprovou uma lei estadual que possibilita à Codemig transferir as áreas industriais às respectivas prefeituras municipais, como um fomento à iniciativa de atração de investimentos, dinamizando o processo de negociação e a implantação de indústrias locais, de acordo com o interesse regional.

Um dos mais recentes exemplos de sucesso foi a implantação, pela Codemig, do distrito industrial no município de Jeceaba, para viabilizar a instalação do projeto industrial da Vallourec Sumitomo do Brasil (VSB) e de toda a sua cadeia produtiva — um investimento de US$6 bilhões, um empreendimento muito importante para Minas Gerais, que já atende às demandas das empresas de petróleo com atuação no pré-sal.

Dessa forma, a Codemig cumpre seu papel de facilitadora, apoiadora técnica no processo de atração de investimentos e indutora do desenvolvimento do Estado.

(Informações históricas presentes no livro: NEVES, Osias Ribeiro. Codemig – Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais – 10 anos. Belo Horizonte: Escritório de Histórias, 2014.)

 

REVITALIZAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DE DISTRITOS INDUSTRIAIS

Distritos Industriais: a nova força da indústria mineira

Em maio de 2015, a Codemig lançou, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG), o Programa de Revitalização e Modernização de Distritos Industriais. O plano, inédito e estratégico, visa a alavancar o desenvolvimento industrial em Minas Gerais, tornando o Estado cada vez mais atrativo e dotado de melhores condições de competitividade para a indústria.

Os principais objetivos estratégicos da iniciativa são organizar a infraestrutura de ponta, aumentar a atratividade do distrito em relação ao mercado e promover a visão sistêmica do desenvolvimento e da competitividade industrial, bem como estruturar um ambiente de cooperação. O plano identificará, entre os 53 distritos industriais (DIs) da Codemig, quais são os espaços prioritários, que receberão as primeiras ações de revitalização e modernização.

Com exceção do Distrito Industrial Juventino Dias, em Contagem, escolhido como projeto piloto mediante sua complexidade e por ter sido o primeiro Distrito Industrial do País, implantado em 1941, os outros 12 Distritos Industriais (DIs) a serem revitalizados foram definidos, com base nas informações levantadas pelo mapeamento dos 53 DIs e na avaliação socioeconômica dos municípios e das cadeias produtivas atendidas pelos Distritos Industriais.

Etapas do Programa

As primeiras duas etapas englobam todos os 53 DIs da Codemig. Todos os municípios que terão seus DIs estudados nessas fases receberão um relatório com as informações levantadas. A terceira etapa envolverá a análise dos distritos selecionados como prioritários.

A quarta fase compreenderá a proposição do Plano Diretor de Revitalização dos distritos selecionados. Por fim, o quinto momento consistirá na execução desse planejamento, abarcando itens como qualificação de fornecedores, serviços de apoio à indústria, desenvolvimento das cadeias produtivas, infraestrutura, segurança, meio ambiente e atração de investimentos.

 

CONVÊNIOS

A Lei Estadual nº 20.020, de 05/01/2012, estabelece que a Codemig deve prestar assistência e cooperação técnica aos Municípios do Estado de Minas Gerais para o planejamento, a construção e a administração de Distritos Industriais e de áreas destinadas à implantação de empresas que contribuam para a geração de emprego e renda no âmbito local ou regional.

Essa Lei também autorizou a transferência da administração de Distritos Industriais, pela Codemig, aos Munícipios em que estão localizados, mediante celebração de Convênio.

Consagrando o compromisso entre a Codemig e os Municípios, em prol do desenvolvimento do Estado e do fomento da economia mineira, alguns convênios de cooperação técnica já foram celebrados, transferindo à esfera municipal a administração das áreas industriais.

Conheça as cidades que celebraram Convênios com a Codemig:

  • Alfenas
  • Araxá
  • Barbacena
  • Barroso
  • Itabira
  • Itaúna
  • Ituiutaba
  • Joaíma
  • Juiz de Fora
  • Montes Claros
  • Nova Era
  • Passos I e II
  • Pedro Leopoldo
  • Rio Pomba
  • Santana do Paraíso
  • Santos Dumont
  • Três Pontas
  • Tupaciguara
  • Uberaba I, II e III
  • Unaí

 

 

DOCUMENTOS

Nesta seção, você encontra documentos disponíveis para download. Confira:

 

NORMAS TÉCNICAS PARA IMPLANTAÇÃO DE EMPRESAS EM DISTRITOS INDUSTRIAIS DA CODEMIG

- Normas Técnicas Codemig

Estas normas estabelecem os critérios técnicos para elaboração de projetos de engenharia e arquitetura, construção e modificação de instalações e operação.

ARQUIVOS PARA DOWNLOAD

Manual de normas técnicas
Divisão por territórios - PPT
Divisão por territórios - PDF
Norma de Procedimento 021 - Comercialização de Lotes nos Distritos Industriais
Tabela de preços para comercialização das áreas localizadas em Distrito Industriais
Áreas disponíveis para comercialização nos Distritos Industriais da Codemig
Tabela de preços de áreas disponíveis para comercialização nos Distritos Industriais da Codemig

COMERCIALIZAÇÃO

Para se informar sobre disponibilidade de áreas industriais e condições de comercialização, entre em contato por telefone, e-mail, ou pessoalmente, na sede da Codemig.

ENDEREÇO:
Rua Manaus, 467, 4º andar, Bairro Santa Efigênia, Belo Horizonte.

CONTATO POR TELEFONE:
Telefone: (31) 3207-8889 / Fax: (31) 3273-3060

CONTATO POR E-MAIL:
renatoandrade@codemig.com.br