NOTÍCIAS

NOTÍCIA

sexta, 07 de outubro de 2016
Codemig anuncia vencedores do Prêmio Empresa Tendência durante Minas Trend

Premiação está em sua terceira edição e estimula a produção dos pequenos empreendedores de moda do estado

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), anunciou nesta quinta-feira, 6/10, durante o Minas Trend, os vencedores do 3º Prêmio Empresa Tendência, que tem o objetivo de estimular a produção dos pequenos empreendedores de moda do estado. A marca de acessórios Carlos Penna ficou com o primeiro lugar, seguida da Nuu Shoes (calçados) e, em terceiro lugar, da marca de vestuário T.ez.

Uma seleção, aberta a empresas de todo o estado, definiu 14 marcas de diversas regiões mineiras para expor seus produtos em estandes coletivos nesta 19ª edição do Minas Trend, que ocorre entre os dias 4 e 7 de outubro no Expominas Belo Horizonte. Durante o Minas Trend, os participantes foram visitados pela comissão de avaliação do 3º Prêmio Empresa Tendência e analisados segundo os critérios: originalidade e design, qualidade de produção e acabamento, profissionalismo, potencial de expansão do negócio, adequação ao público alvo, apresentação e comunicação da marca.

Fizeram parte da comissão de avaliação o estilista Dudu Bertholini e a publicitária e jornalista de moda Natália Dornellas. As três grifes contempladas receberão como prêmio um estande próprio com montagem completa na 20ª edição do Minas Trend, em abril de 2017. O prêmio é anual e está em sua terceira edição.

Os ganhadores

Carlos Penna (Acessórios) – 1º lugar
Mineiro de Coronel Fabriciano, Carlos Penna deixou a faculdade de Arquitetura para cursar moda e logo se interessou pela produção de acessórios. Apaixonado por inovação, o designer brinca com formas e materiais inusitados.

“Cada coleção traz sempre um material ou técnica completamente novos. Na coleção atual, temos anzóis e outras peças de varas de pescar, telas metálicas de bateias e uma liga de cobre que evoca os tachos de doce típicos de Minas”, conta Carlos. A participação do designer no Minas Trend não se resumiu ao estande — suas peças também ganharam a passarela nos desfiles das marcas Plural e Lucas Magalhães. “A articulação de desfile e estande fez com que essa edição Minas Trend fosse de muitos contatos para a gente”, comemora.

Nuu Shoes (Calçados) – 2º lugar
As designers Marina Lerbach e Marcela Torres transformaram a amizade em parceria criativa e de negócios em 2015, quando lançaram a Nuu Shoes. O nome, que faz referência à interjeição tão mineira, também indica a estética limpa que orienta a criação da dupla.

“Nosso objetivo é fazer um calçado lindo, confortável e que leva a mulher a todos os lugares, em todas as ocasiões”, resume Marina. O ponto de vista das designers encontrou eco entre os compradores do Minas Trend: a Nuu Shoes fechou vendas com lojistas do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e também Belo Horizonte. “Além das encomendas já recebidas, temos muita expectativa de firmar parcerias futuras, devido à grande visibilidade que tivemos aqui”, relatou.

T.ez (Vestuário) – 3º lugar
O caminho de Tadeu Soares até a moda passou pelo Direito e por uma viagem a Paris. Durante uma estadia na capital francesa para cursar parte da faculdade, o mineiro de Sabará ficou ainda mais exposto a antigas paixões, como a Arte e a História. De volta ao Brasil, Tadeu decidiu se dedicar de vez à moda e em 2015 lançou a T.ez.

A coleção atual, inspirada no pintor holandês Piet Mondrian, “traz um patchwork de cores que adapta as linhas geométricas do artista às curvas do corpo feminino”, conforme descreve o estilista. Tadeu define o contato com os compradores no Minas Trend como uma chance de muito aprendizado: “Meu trabalho é muito autoral, mas não negligencio o lado comercial das peças. Tive feedback de compradores nacionais e internacionais e estou muito aberto às demandas do lojista”, garante.  

Aqui se cria

O Minas Trend é realizado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e conta com o apoio da Codemig. O evento é considerado o maior salão de negócios do setor do Brasil. A 19ª edição apresenta o tema “Aqui se cria”. O conceito traça um paralelo entre a vanguarda do barroco mineiro e o conjunto arquitetônico da Pampulha, um dos ícones do modernismo no Brasil. A proposta é celebrar esses dois movimentos como símbolo da vocação mineira para inovação, considerada diferencial competitivo na indústria da moda.
 
Dentro desse contexto, a concepção gráfica e visual do Minas Trend é baseada em elementos presentes no barroco e no modernismo – movimento, contraste, expansão e ruptura. Os cenários criados no Expominas são abstratos, em preto e branco, para refletir o contraste entre luz e sombra, pontuando a luminosidade do ouro e o azul que remete ao céu presente nas obras dos grandes pintores modernistas brasileiros.
 
O Minas Trend oferece aos compradores de todo o Brasil e do exterior uma experiência única, ao aliar negócios e atividades como desfiles, exposições e palestras, de forma a estimular a criatividade e novas práticas de gestão entre os profissionais do setor.

Minas de Todas as Artes

O fomento da Codemig à moda integra o Minas de Todas as Artes – Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa. A iniciativa estratégica busca fomentar o desenvolvimento de novos negócios que gerem empregos, renda e riquezas para o estado. Até o fim de 2018, serão investidos mais de R$ 20 milhões em iniciativas de valorização dos setores de moda, gastronomia, audiovisual, design, música e novas mídias. A Indústria Criativa constitui a cadeia produtiva composta pelos ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como insumos primários.

A cadeia produtiva da moda oferece importante contribuição à economia do estado. Em 2013, gerou riquezas no valor de R$ 3,3 bilhões. Os dados são de uma pesquisa encomendada pela Codemig à Fundação João Pinheiro. O estudo revelou que, em 2014, os empregos do setor corresponderam a 15,2% da indústria de transformação, e a moda impulsiona a economia de 135 municípios de Minas Gerais, onde o setor tem peso maior na produção industrial do que a média do estado.

Outras informações em:
www.facebook.com/minasdetodasasartes
E no Instagram: @minasdetodasasartes