NOTÍCIAS

NOTÍCIA

quarta, 05 de outubro de 2016
Governo do Estado e Codemig realizam estudo inédito sobre a moda em Minas Gerais

Pesquisa é a mais ampla já feita no estado, mapeando a cadeia produtiva e o maior evento do setor no Brasil

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), realizou a mais ampla pesquisa já feita em Minas sobre a cadeia produtiva da moda. O estudo foi encomendado à Fundação João Pinheiro, que coletou e reuniu dados sobre a produção de moda em todos os municípios do estado. Além disso, foi realizado um levantamento completo na última edição do Minas Trend, em abril de 2016, que revelou o perfil dos expositores e vendedores do maior salão de negócios do setor no Brasil. A moda é um dos eixos estratégicos do Minas de Todas as Artes – Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa, que inclui também os segmentos de design, novas mídias, audiovisual, gastronomia e música.

A pesquisa foi encomendada para direcionar as ações de fomento à moda no estado. Os dados revelam a importância da produção de roupas, calçados e acessórios para diversos municípios mineiros. Em 135 cidades, a participação da moda na indústria é maior do que a média do estado. Foram contabilizados 10.094 estabelecimentos de atividades de moda em Minas Gerais, os quais empregam 127 mil pessoas, correspondendo a 15,2% do emprego da indústria de transformação mineira.

Minas Gerais é o maior estado brasileiro exportador de joias e bijuterias. A pesquisa constatou ainda um crescimento da participação do setor de couros e calçados no estado.

Para a diretora de Fomento à Indústria Criativa da Codemig, Fernanda Machado, os dados mostram um grande potencial produtivo, que requer apoio para se desenvolver: “A produção da moda em Minas Gerais é mantida por micro e pequenas empresas, que representam 98% do setor. O desafio é oferecer condições de crescimento para esses negócios, dar visibilidade às mercadorias e oferecer ao empresário condições de agregar criatividade e tecnologia aos produtos”, comentou.

Além disso, a diretora destaca a meta de disseminar a produção de moda nos diversos Territórios de Desenvolvimento do estado. “Somente cinco territórios concentram 75% da riqueza gerada pela moda em Minas Gerais. Nosso objetivo é fazer com que outras regiões participem dessa cadeia, que gera empregos diretos e indiretos. A iniciativa de trazer os empresários do interior para o Minas Trend faz parte desse projeto”, salientou. O evento é realizado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), com apoio da Codemig, e sua 19ª edição ocorre no Expominas Belo Horizonte, de 4 a 7 de outubro. Neste Minas Trend, o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Codemig, está promovendo a participação de empresários da moda, após uma seleção aberta a empresas de todo o estado que definiu 14 marcas para expor seus produtos em estandes coletivos evento.

Minas Trend

Os pesquisadores traçaram ainda um perfil do maior evento de moda de Minas Gerais e o maior salão de negócios do setor no Brasil. Na edição de abril de 2016, foram entrevistados 220 expositores e 432 compradores. Entre os clientes, ficou constatado que o setor de vestuário é o de maior interesse, seguido por joias e bolsas.

Quanto ao local de origem, os compradores são divididos nos seguintes percentuais: 38,7% de Belo Horizonte, 23% de outros municípios mineiros e 38% de outros estados. A pesquisa revelou ainda um público de perfil exigente. De acordo com os entrevistados, a característica mais relevante na decisão de compra deles é a qualidade (61,3%), seguida pelo preço (16,4%). Entre os expositores, 47,5% são do setor de vestuário, 31,5% são de joias e bijuterias, e 20,8%, de calçados.

Perguntados sobre a forma de relação com os clientes, a maior parte dos expositores afirmou que eventos como o Minas Trend são a principal forma de contato com os compradores. Para conhecer mais dados da pesquisa, clique aqui.